“Minha Ótica é um fracasso!”- Saiba como avaliar o seu negócio

Entenda como colocar sua ótica na contramão do fracasso

Recentemente recebi uma ligação de empresário do setor óptico, no interior da Bahia, questionando informações sobre meus serviços de consultoria presencial. Após algumas preliminares deste diálogo, ele fez a seguinte revelação: “MINHA ÓTICA É UM FRACASSO”!

Em seguida, por minha solicitação pedi que ele respondesse alguns questionamentos. Eis alguns destes questionamentos:

  • Questionamento: Qual a sua experiência como empreendedor do setor óptico?
  • Resposta: “Tenho um primo no interior de S.P. que possui ótica e ele me convenceu a abrir uma loja aqui no interior da Bahia”.
  • Questionamento : Você realizou alguma pesquisa de mercado para conhecer o cenário onde se envolveria?
  • Resposta: “Na verdade não! Fiz algumas consultas na internet e me estabeleci logo, pois tinha um capital. Eu estava com receio de gastá-lo e perder a oportunidade”
  • Questionamento: Como procedeu na seleção de colaboradores (vendedores) e escolha dos fornecedores?
  • Resposta: Tirei dois vendedores da concorrência e fui com meu primo na (25 de março) em S.P. Lá ele me apresentou os produtos que eu deveria comprar para iniciar o negócio”.

Após as minhas indagações, e, depois de ter recebido as respostas claras e diretas, pude concluir onde residia o “fracasso” daquela ótica. Partindo da máxima onde tudo que tiveres que fazer, faça certo da primeira vez, sempre, a constatação é que este empresário fez tudo errado na primeira vez e sempre.

Baixe a pequisa completa sobre o mercado óptico em 2018;

Como avaliei se a Ótica é realmente um fracasso

Parece-me óbvio que não basta um dinheiro do bolso e uma ideia na cabeça para iniciar-se um empreendimento. Principalmente em um setor onde as especificidades e complexidades exigem conhecimento técnico específico e muita disposição para entender e atender as demandas dos clientes.

Àquela situação despertou um sentimento de solidariedade. Por isso, me dispus a ir pessoalmente visitá-lo para investigar as causas e efeitos daquele revelado “fracasso”.

Naturalmente, a história dele me interessava. Afinal estou revisando os originais do meu livro “O segredo para vender + Óculos”, para lançamento da 3ª edição. E portanto desejava incluir esse caso no livro como modelo de gestão arriscada.

Fiz então a viagem e pude constatar às situações reportadas por telefone no primeiro contato, e outras tão graves quanto àquelas que estavam condenando a ótica ao “fracasso”. Fizemos um acordo onde eu lhe entregaria um modelo de gestão simplificado, e, em contrapartida ele me pagaria com (%) sobre o superávit obtido nos próximos noventa dias.

Acordo firmado, retornei para Salvador, e qual não foi a minha surpresa quando ele me ligou ao final da segunda semana para informar que gostaria de me adiantar alguma remuneração sobre os resultados obtidos. Agradeci, mas disse-lhe que esperasse a conclusão do período estimado para analisarmos o cenário total em cada aspecto pontuado da sugestão de gestão simplificada.

OK! Vocês querem saber o resultado? Em Janeiro/2019 farei a visita de avaliação final, e na oportunidade apresentarei os resultados em outro artigo neste Blog.

Luiz Alberto Mota Amorim

Conteúdo elaborado por: Professor Luiz Amorim, escritor, consultor e palestrante.
Autor do  livro: O segredo para vender + óculos.
E-mail: amorim.executivo@gmail.com

 

 

Nos conte como você classifica sua Ótica hoje. Você também acredita que ele tem sido um “fracasso”? Não deixe de conferir também esse material exclusivo para tornar sua loja em uma ótica de sucesso:

Ebook como montar uma ótica de sucesso
Evellyn

Especialista em marketing digital no ssOtica. O ssOtica é um sistema de gestão exclusivo para Ópticas, que auxilia na organização e gestão da sua loja.

Esse comentário possui 0 respostas

Deixe seu comentário

Você pode utilizar esses códigos HTML ou esses atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>