A importância do controle financeiro para sua ótica

Entenda como fazer um bom controle financeiro em ópticas

Seja por falta de tempo, organização ou ainda por um certo comodismo com relação a situação atual, deixar de fazer controle financeiro da sua ótica pode trazer sérias consequências.

Quando o assunto refere-se a óticas, esta gestão financeira deve seguir o mesmo princípio de importância de modo a ser um dos pilares que sustenta todo o negócio. Para melhor reflexão sobre este assunto, separamos alguns pontos e dicas a serem avaliados. Acompanhe para conferir:

Pratique o controle financeiro desde o início

Normalmente quando empreendedores abrem uma ótica, estes estão cientes de que o lucro irá demorar alguns meses para começar a pagar todo o investimento realizado. Porém, ter um bom controle financeiro já nos primeiros passos da empresa, torna-se primordial para evitar erros e vícios de uma má gestão.

Logo, para que se possa obter uma visão futura a respeito do crescimento da ótica, o empreendedor deve utilizar como ferramenta principal o seu controle financeiro. Deste modo, ele saberá, por exemplo, quando poderá dar o próximo passo, quando terá quitado certos investimentos ou ainda, o quanto poderá investir em campanhas de marketing para sua ótica.

Receba dicas de gestão para Óticas diretamente no seu e-mail!

Fluxo de Caixa

O Fluxo de Caixa é sem dúvidas uma das ferramentas mais importantes para administrar o setor financeiro de uma ótica. Por meio dele é possível cadastrar todas as entradas de capital, seja pelas vendas de produtos, serviços e demais contas a receber. Além disso, é possível cadastrar toda a movimentação de saída de capital da ótica. Alguns exemplos práticos disso são: as contas a pagar, os salários de funcionários entre outras despesas.

Logo, com o fluxo de caixa o empreendedor consegue obter uma visão a respeito de como está a saúde financeira de sua ótica. Em caso de saldo negativo, é possível avaliar onde estão concentrados o maior volume de despesas e consequentemente realizar o ajuste conforme a disponibilidade da ótica.

Vale ainda ressaltar que o fluxo de caixa deve ser atualizado diariamente com base na movimentação da ótica. Deste modo, uma atualização rigorosa auxiliará o empreendedor a tomar decisões rápidas em seu negócio.

Falhas no controle financeiro

Agora que você conhece a importância do controle financeiro de sua ótica, utilizando o fluxo de caixa como ferramenta principal de gestão, conheça as principais falhas de uma má gestão financeira, que são:

  • Misturar contas pessoais com o capital da ótica;
  • Não fazer uso de fluxo de caixa e quando o fizer, mantê-lo desatualizado.
  • Não ter um sistema ideal e unificado para gerir o fluxo de caixa e o demonstrativo de resultados;
  • Não planejar os passos para o crescimento da ótica, entre outros.

Problemas causados

Após conhecer as principais falhas da gestão financeira de uma ótica, se faz necessário conhecer os problemas ou consequências que uma má gestão financeira poderá causar. Alguns deles são:

  • O empreendedor acha que está tendo lucros, quando na realidade está obtendo prejuízos;
  • Dívidas com fornecedores e instituições financeiras;
  • Não recebimento de contas por parte de clientes que efetuaram parcelamentos na ótica (mau gerenciamento de contas a receber);
  • Necessidade de realizar constantes empréstimos devido a falta de capital de giro;
  • Encerramento da empresa por motivo de falência.

Recomendações para um bom controle financeiro

Agora que você conhece as possíveis falhas e consequências da má gestão financeira de uma ótica, torna-se necessário evitar tais erros e seguir algumas recomendações. Algumas delas são:

  • Para pequenas e médias empresas, recomenda-se ao empreendedor sempre separar contas pessoais das contas da empresa;
  • Adquirir um sistema de gestão financeira e treinar os funcionários para utilizá-lo de maneira eficiente.
  • Estime um valor percentual de lucro a cada mês. Sabe-se que os faturamentos podem sofrer alterações a cada mês, deste modo é preciso manter sempre os gastos alinhados com o lucro mensal.
  • Tenha uma gestão rigorosa para liberação de crédito aos clientes que irão parcelar suas compras;
  • Separe sempre as despesas fixas da loja e priorize-as antes de pensar no lucro do final do mês.
  • Por mais que sua ótica tenha um simples fluxo de caixa criado em uma planilha de Excel, tenha sempre a disciplina de mantê-lo atualizado e consultá-lo para suas tomadas de ação.

Conclusão

Com base nos pontos aqui abordados, é possível destacar que um bom controle financeiro é sem dúvidas um dos aspectos mais importantes para o sucesso de uma ótica.

Pode-se destacar ainda que pequenos detalhes podem fazer grandes diferenças para se gerenciar adequadamente a saúde financeira da sua ótica. Deste modo, a disciplina é sem dúvidas a palavra chave para ter um efetivo controle das finanças de uma ótica. Somente aplicando ela, que você vai poder avançar os próximos passos sem passar por problemas financeiros.

E você, precisa de ajuda para controlar as finanças de sua ótica? Nós podemos te ajudar! Experimente o ssOtica por 07 dias grátis, sem riscos e cobrança. Você não pagará nada se não gostar!

Teste grátis o ssOtica
ssOtica

CEO e fundador do ssOtica. O ssOtica é um sistema de gestão específico para Ópticas. Com ele você organiza as informações de forma simples e fácil, reduzindo custos e aumentando a produtividade da sua loja.

Esse comentário possui 4 respostas