Blog ssOtica para óticas

Aprenda o significado de cada sigla das receitas de óculos

Aprenda a como ler receitas de óculos de forma simples

3 min de leitura

Se você ainda fica em dúvida toda vez que os clientes chegam com suas receitas de óculos na ótica, esse texto é para você.

Para que o cliente saia satisfeito com a sua compra ou troca de óculos, é preciso que você saiba atendê-lo bem indicando as lentes e armações mais adequadas para ele. E é nesse ponto que muitas óticas falham.

Entender a receita oftalmológica é um desafio para muitos atendentes de óticas, no entanto, essa atividade não é um bicho de sete cabeças.

Por isso, preparamos um glossário com as principais siglas para transformar a sua ótica em um referencial de qualidade na interpretação da receita e produção de óculos de grau.

 

Como ler receita de óculos?

O primeiro passo é entender as siglas das receitas de óculos, que são uma linguagem universal. Portanto, independente da cidade que você mora elas vão ser iguais. Isso é muito importante, porque são essas siglas que vão direcioná-lo à interpretação integral da receita.

Veja o significado de cada uma abaixo:

  • OD: Olho Direito
  • OE: Olho Esquerdo
  • ODI: Olhos Direito e Esquerdo
  • AD: Adição
  • DNP ou DP: Distância pupilar
  • CIL: Cilindro
  • ESF: Esférico
  • VL: Visão de Longe
  • VP: Visão de Perto
  • AV: Acuidade Visual
  • VI: Visão Intermédia

Agora que você já sabe o que significa as siglas, é hora de aprofundar nos outros campos das receitas de óculos.

Campo Esférico

Representado pela sigla “ESF”, o campo esférico mostra o grau de correção das lentes. Se o grau estiver com o símbolo de positivo (por exemplo, “+1,25”), a receita é lentes de visão de perto (VP), ou seja, para casos de hipermetropia. Este distúrbio é caracterizado pela dificuldade de nitidez e foco para visualizar objetos que estão mais próximos.

Já se estiver com o sinal de negativo (como em “-1,75”),  a receita é para lentes de visão de longe (VL), ou seja, para casos de miopia, que é a dificuldade de enxergar à distância.

Campo Cilíndrico e Eixo

O campo cilíndrico (CIL) é reservado para indicar o grau de astigmatismo do paciente.  Este distúrbio de visão provoca imagens embaçadas e distorcidas, gerando desconforto e dores de cabeça. Na receita, ele está com sinal de negativo (por exemplo “-0,50”) junto com a indicação do eixo, que indica a posição da lente.

Isso porque o grau de astigmatismo não é colocado em toda a superfície da lente e sim em determinado local. O eixo é indicado entre 0 a 180 graus.

DNP ou DP

A distância naso-pupilar (DNP) e a distância pupilar (DP) são as medidas mais importantes para confeccionar lentes de grau. Elas indicam o lugar correto para colocar o grau do óculos e, se marcadas erroneamente, pode gerar desconforto para seu cliente.

Alguns médicos e optometristas têm o costume de já colocar essa informação na receita, mas é muito comum que o vendedor na ótica tenha de tirar as medidas. Para não errar nesse momento tão importante, veja 3 formas de medir DNP na sua ótica.

Adição

Representada pela sigla “Ad” na receita, ela indica que a lente a ser feita é uma multifocal. Elas são usadas para corrigir a presbiopia, popularmente conhecida por “vista cansada”, que afeta principalmente pessoas com mais de 40 anos. Neste caso, o paciente não consegue enxergar perfeitamente de perto e, em alguns casos, também de longe.

Prisma

Em algumas receitas de óculos, você também poderá encontrar a palavra “Prisma”. Se houver este campo, é nele que o oftalmologista informará o número do grau de estrabismo ou estrabismo, caso necessite ser corrigido com os óculos.

Na receita, o prisma é indicado com um símbolo triângulo como no exemplo “OD ∆ 2,00”. Além disso, indica-se também qual será a indução do prisma podendo ser por região como “base superior” ou por posição como “a 45º”.

Tipo de lente

Geralmente os médicos anotam na receita o tipo de lente recomendada para aquele determinado paciente, seja ela de resina, policarbonato ou outras. Mas você também pode direcionar e indicar o melhor tipo para a adaptação dele e para tornar o uso dos óculos mais confortável.

As receitas de óculos são diferentes das receitas de lentes

É importante que você se atente a uma informação: as receitas de óculos de grau não são as mesma para as receitas de lentes de contato. Isso acontece porque as lentes ficam em contato direto com o globo ocular e, por esta razão, o seu grau pode ser diferente.

Além disso, as receitas de lentes de contato precisam ter mais duas informações: curva base e diâmetro. Sem esses dados, não é possível fazer uma lente completamente adequada para os olhos do cliente.

Conclusão

Entender as receitas de óculos é muito importante para que você indique o produto que melhor se adapta a necessidade de cada cliente. Além disso, ao demonstrar que entende cada detalhe, você passa mais segurança para ele em um momento de mudanças, que representa uma nova receita.

E aí, gostou do conteúdo? Ainda tem alguma dúvida sobre as informações das receitas? Então não deixe de conferir nosso guia completo sobre o assunto.

 

  • Muito bom as explicações sobre as siglas das letras na receita.E o significado que cada numeração diz. Estão de Parabéns pelo belo trabalho que estão fazendo. Continuem assim sempre.

        • Francine Medeiros disse:

          Oi, Jorge! Algumas receitas já tem um campo específico para colocar prisma. Já outras é identificado com um símbolo triângulo como no exemplo “OD ∆ 2,00”. Além disso, é indicado também qual será a indução do prisma podendo ser por região como “base superior” ou por posição como “a 45º”.

    • Oi, Joe! Existem alguns cuidados que deve tomar ao utilizar a receita do óculos para fazer lentes de contatos. O ideal é, ao ir ao consultório oftalmológico, pedir ao médico orientação para isso, pois em alguns casos pode haver alterações entre as receitas de óculos e lente de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>